24/05/2011

O que as mulheres acham das duchas vaginais?


O uso de duchas vaginais é comum entre muitas mulheres. Conhecer o que as mulheres pensam das duchas  é  fundamental já que os benefícios desta prática não são bem documentados. Pelo contrário, elas podem causar problemas

Qual sua opinião sobre as duchas vaginais?  


O uso de duchas vaginais é muito comum entre as mulheres americanas. Principalmente entre mulheres de menor renda e escolaridade. O benefício da prática é altamente discutível e admite-se mesmo que além de não ser comprovadamente benéfica, a ducha vaginal pode, eventualmente, causar danos, se associando à doença inflamatória pélvica, gravidez nas trompas e parto prematuro.
Mas o que pensam as mulheres que se ducham ?. Conhecer as percepções das usuárias de duchas vaginais foi o objetivo de um estudo realizado nos Estados Unidos, com mais de 500 mulheres com idade entre16 e 45 anos, a maioria delas de origem latina, afro-americana e caribenha. Primeira conclusão é que na busca por se sentirem, artificialmente, mais limpas e atraentes, principalmente após as relações sexuais e as menstruações, as mulheres recorrem a diversos produtos comerciais, cuja segurança é pouco documentada. Dentre os produtos caseiros, a diluição do vinagre em água é a campeã de preferência, ainda que isto seja contra-indicado, por exemplo, na candidíase vaginal. Neste caso é como colocar lenha na fogueira. 
A segunda conclusão é de que as mulheres que usam e abusam das duchas acreditam firmemente na segurança e benefício do procedimento. Mas que elas estão dispostas a abandonar a prática se forem orientada pelos seus médicos. Isto mesmo, se o médico desencorajar a mulher a usar as duchas, elas muitas vezes acatam a orientação.
Bem para isto elas vão ter que acreditar que não se melhora, artificialmente, o que já é belo e perfeito por natureza.




Fonte:http://dralexandrefaisal.blog.uol.com.br

2 Comentários:

Soraia Costa disse...

Eu acho correto,mais não abusando da ducha porque tudo em excesso faz mal e pode prejudicar muito a saúde.

Luci disse...

Eu gostaria de saber que estudo foi esse, se vc tem o artigo ou o link dele. Gostaria de lê-lo na íntegra. Isso que você escreveu sobre ser errado fazer aceio de viangre diluído em água, por exemplo, eu não sabia que era contra-indicado em casos de candidíase. Inclusive, já houve médica que me orientou a fazer isso quando eu estava em crise de vulvovaginite por candidíase, mas além do aceio, fiz o tratamento medicamentoso, então acabei sarando. No momento estou tirando o dia para pesquisar a fundo sobre alergia a candida albicans. Por um tempo suspeitei que só podia ser um processoa alérgico porque sou mto azarada pra ter recidica de candidíase. Não aguento mais, já faço de tudo, sou quase neurótica de tanto cuidado. Confesso que não resisto a doces, mas não como todos os dias. Vou dar uma sugestão ao seu blog. Escrever uma matéria sobre vulvovaginite provocada por alergia, eu aposto que muitos ginecologistas por aí não falam disso e as mulheres precisam saber mais dessa possibilidade, porque com certeza existem muitas enlouquecidas com o fato de não conseguirem se ver livres das recidivas de candidíase como eu.
No mais, gostei do seu blog. Abs, e tudo de bom!